Blog

GERONTOFOBIA: VOCÊ SABE O QUE É ISSO?


www.casavillaggio.com.br

De forma bem simples, fobia pode ser definida como o medo contínuo e irracional de algo ou alguém que, na realidade, representa pouco ou nenhum perigo real, mas que, mesmo assim, provoca uma ansiedade incontrolável na pessoa. Já o prefixo geronto, vem do grego e significa velho.

Portanto, gerontofobia é o medo irracional de envelhecer e de tudo que se relaciona à velhice.

Em uma sociedade ainda machista e que cultua a juventude como a nossa, envelhecer é quase um pecado, especialmente para as mulheres.

Prova disso é que cabelo grisalhos em homens é charme, para as mulheres é velhice; um homem maduro com uma garota jovem é "gatão de meia-idade", já se uma mulher madura for vista com um rapaz mais jovem, "é porque ela tem dinheiro".

Preconceitos culturais à parte, seja por histórico de traumas ou perdas familiares como a dos pais ou avós, seja pelo prenúncio de que ao envelhecer estamos mais próximos do final da vida, muitos indivíduos acabam desenvolvendo uma rejeição exacerbada a tudo que lembra a velhice e, portanto, aos idosos, muitas vezes maltratados e abandonados por estas pessoas.

Este problema pode ser melhor compreendido no romance do irlandês Oscar Wilde, que virou filme, intitulado O retrato de Dorian Gray. Nele, o mito da juventude eterna é discutido por meio do protagonista, Dorian Gray, que se mantém jovem graças a um quadro "enfeitiçado".

www.casavillaggio.com.br

Claro que não se pode generalizar, mas pessoas muito preocupadas com a aparência, como jovens que vivem fazendo plásticas e tratamentos de beleza sem a menor necessidade, ou ainda adultos que mantém um comportamento de adolescente, podem ser indícios de gerontofobia.

O problema ainda não é classificado como doença, mas os especialistas alertam que não há uma idade para que os sintomas do problema se manifestem.

No entanto, é bastante comum observá-los em mulheres a partir dos 30 anos, que começam a se achar velhas porque ainda estão solteiras ou não foram mães. Já nos homens, a gerontofobia pode se manifestar por causa da vida profissional, quando eles não conseguem o status desejado ao atingirem determinada idade.

Quando o medo de envelhecer começa a atrapalhar a vida e os relacionamentos do do indivíduo é hora de buscar ajuda, alertam os especialistas.

A terapia pode ajudar, já que não existe remédios para tratar a gerontologia. Além disso, fazer com que crianças convivam com idosos contribui para que elas se tornem adultos saudáveis e tenham, no futuro, um envelhecimento ativo.

Vale lembrar também que envelhecer em muitas partes do mundo, como no Oriente, é sinal de sabedoria e não de invalidez.

Pense nisso!

Categorias